sábado, 17 de dezembro de 2011

14/12/2011 - Temporal na Última Regata do Ano

A flotilha na largada (foto: divulgação VDS)

Fechamos com chave de ouro a nossa temporada de regatas de 2011, com o nosso Velejaço Noturno de dezembro, em uma tarde de calor e nuvens carregadas, prometendo temporal, o que terminou acontecendo.

Foto: divulgação VDS


Nossa tripulação foi formada pelo Capucha, Magrão Gói, Magrão Falcetta, André Wahrlich, Guga e este comandante.

A gurizada medonha do Friday Night!  (foto:divulgação VDS)

Largamos às 19:50 dessa quarta-feira, com um ventinho leste de 6-8K. Do outro lado do rio, relâmpagos e algumas formações bem carregadas a oeste, um prenúncio do que estaria por vir. Tivemos 19 barcos na raia, com destaque para o Madrugada (mais uma vez o fita-azul) e os nossos oponentes, Molokai e Aquavit, da turma dos 36'.

(foto:divulgação VDS)

Largamos mais por barlavento da raia rumo ao centro da cidade, apenas evitando algum buraco de vento junto à Ponta do Estaleiro. Montamos o farolete 142 já em segundo, atrás do Madrugada, quando o vento deu uma pequena aumentada para 10-12k e confirmamos o acerto da nossa decisão de fazer esta perna só de genoa. O Madrugada tentou colocar o gennaker mas não segurou o rumo com o ângulo do vento muito orçado, terminou arribando muito e perdendo algum tempo para retirar a vela mais à frente. Depois eles recuperaram, claro, seguindo na frente até o final.

O Madrugada faturou mais uma (foto:divulgação VDS)

A galera animada na nossa subida de través
video

No retorno do centro da cidade cruzamos com toda a flotilha ainda subindo, o charutão a oeste começou a se armar, com trovões e relâmpagos em profusão.

Voltando para casa, com o charuto se armando à esquerda...

...e a turma do andar de cima "arrastando os móveis"
video

Com o vento leste ficando mais fraco e a perspectiva de entrada do temporal de oeste, a comissão de regatas resolveu encurtar o percurso e dar a chegada no farolete 140, o par da Piava.

Esta última perna do farolete 142 no Beira-Rio até a chegada foi de gennaker com o pau de spinnaker a bombordo, aproveitando o ventinho leste que foi diminuindo até quase parar. Nossa chegada em 2º lugar já foi com as primeiras rajadas de oeste soprando, ainda fraquinhas. Assim que cruzamos a linha tratamos de baixar as velas e aduchar a mestra na retranca, rumando rapidamente para o clube a motor.

O temporal entrou forte bem na hora da nossa chegada ao Veleiros, a atracação do barco no box ficou complicada pelas rajadas de 30-35k de oeste-noroeste, mas pelo menos estávamos abrigados. Menos sorte sobrou para os que estavam mais atrás e pegaram a pauleira no meio do rio, alguns sofreram avarias e outros tiveram que se abrigar na baía do Veleiros antes de seguirem para seus clubes, mas felizmente ao que consta ninguém saiu machucado.

Belíssima navegada com algum estresse e emoção no final.

Que venha a temporada 2012!





Nenhum comentário:

Postar um comentário